Carros ruins de revenda dos anos 2000

Tempo de leitura: menos de 1 minuto

Dando continuidade aos carros ruins de revenda, hoje comentaremos sobre os modelos dos anos de 2000 até 2010, que ficam estacionados nas lojas por longos períodos até que apareça um novo dono.

Embora alguns modelos sejam mais difíceis de vender do que outros segundo um amigo meu que é lojista, nenhum carro fica sem dono, ou seja, se você é proprietário de um dos carros ruins de revenda que listaremos abaixo, e pretende revender, saiba que é preciso ter calma. A boa notícia é que certamente um dia você o venderá, mas esse dia pode demorar, portanto tenha paciência e não desanime.

Na primeira década dos anos 2000 não tivemos um motivo grave para que um carro deixasse de ser vendido, como aconteceu na década de 90 com o Fiat Tipo, porém alguns carros foram lançados e não encontraram boa aceitação pelos consumidores, outros venderam bem no início, mas depois por terem manutenção cara, por pequenos problemas mecânicos ou pelo simples motivo do visual não agradar se tornaram carros ruins de revenda.

Carros ruins de revenda e nova lista

Dentre tantos carros, citaremos apenas alguns que são bons para comprar, mas são carros ruins de revender:

  • Nissan Livina.
  • Nissan Tiida.
  • Renault Symbol.
  • Citroën Picasso.
  • VW Bora.
  • Citroën C4 VTR.
  • Citroën C4 Pallas.

Como mencionei acima, todos esses carros listados são bons para comprar, pois são confortáveis, confiáveis e andam bem. Mas o fato é que por algum motivo eles viraram carros ruins de revenda, e se você não tem intensão de ficar com eles pelo resto da vida, é bom evitar para não perder dinheiro.

Hoje com a facilidade de informação através da internet muitas pessoas buscam conhecimento sobre o carro que pretendem comprar, com isso os carros apontados como problemáticos se tornam carros ruins de revenda ainda mais fortemente, e assim vão ficando encostados nas lojas até que apareça um dono que não se importe com a reputação do carro ou que não tenha conhecimento de que está comprando um carro que não é fácil revender.

Gosto de todos os modelos listados acima, aliás, já tive um Renault Symbol, mas hoje depois do final da produção dele, já não acho que seja uma boa compra, na verdade o carro é bom, mas a revenda não, então não é uma boa opção para quem não quer perder muito dinheiro.

carros ruins de revenda renault_symbol_carro-usado

Outro que eu considero ter uma boa relação custo-benefício na hora da compra é o Nissan Livina, carro bem equipado, bom em desempenho e com espaço de sobra para bagagens, no caso do Grand Livina espaço para até 7 ocupantes, pena que o monovolume da Nissan também esteja na mira dos lojistas e seja considerado um dos carros ruins de revenda do mercado.

carro ruim de revenda

Atribuo que a dificuldade em vender esteja diretamente ligada ao seu visual, já fiz uma pesquisa entre meus amigos e a maioria disse que não compraria o Livina por achá-lo feio, outro ponto que considero fator para a dificuldade na hora de revender se diz ao fato de que muitos donos reclamam do alto preço das peças de reposição.

De todos os carros da lista acima, o C4 Pallas é o mais difícil de revender, podemos dizer que ele encontra menos dificuldade comparando ao seu irmão menor o VTR, mas vou focar no Pallas que é um modelo que eu conheço bem e é um sonho ainda não realizado, não somente meu, mas de muitos leitores que enviam e-mails perguntando sobre o que achamos da compra de um Citroën C4 Pallas.

citroen-c4-pallas-carros-ruins-de-revenda

Quando eu tiver dinheiro sobrando (não sei se isso acontecerá um dia) eu comprarei um C4 Pallas, acho que ele é um carro bonito e muito gostoso de dirigir, desde quando a Citroën o lançou eu tenho desejo de adquirir um na cor prata e com câmbio automático. Só não o comprei para o meu uso no dia a dia, pois a alta desvalorização na hora da revenda me assusta. Por isso, eu só compraria se tivesse dinheiro muito dinheiro.

O Citroën C4 Pallas chegou ao Brasil em março de 2009 e é sem dúvida alguma, um belo sedan. Confortável, bem equipado, com ótimo espaço interno e excelente porta-malas (513 litros) ele chegou ao mercado causando boa impressão e vendeu muito bem. O interior tem bom acabamento e os detalhes exclusivos como o volante de centro fixo, fez dele um carro muito desejado pelo consumidor brasileiro que adora novidades.

Faltava apenas uma versão com motor flex e um câmbio automático mais moderno, pois o de 4 marchas o deixava ainda mais beberrão, a versão flex chegou na linha 2009, porém, o câmbio só mudou agora em 2013 quando o modelo foi totalmente remodelado.

O que faz um carrão com tantas qualidades ser um carro ruim de revenda?

Assim como aconteceu com o Fiat Tipo, o Citroën C4 Pallas foi perdendo forças no mercado porque teve problemas mecânicos, não tão graves como os que no passado levavam o Tipo a incendiar-se, mas os pequenos defeitos não fizeram bem para a imagem de um sedan do seu porte.

O sedan da Citroën sofreu com inúmeras panes no câmbio automático que travava no modo de segurança por problemas nas eletroválvulas. Além disso, pequenos, mas constantes problemas elétricos ajudaram a manchar o nome do C4. Na lista dos principais defeitos do Citroën, ainda estavam os amortecedores que tinham um curso muito curto que danificava os batentes e finalmente as recorrentes as reclamações em relação à perda de pressão dos amortecedores.

Outro motivo que afastou os consumidores é o preço elevado cobrado pelas peças de reposição e valor do seguro alto. Finalmente e não menos importante o alto índice de desvalorização entre o 0 km e o seminovo também contribuem para que o carro fique muito tempo no pátio das lojas sem que apareça algum interessado.

Todos esses fatores juntos fizeram do belo Pallas um carro bom de comprar, mas ruim de revender. Então se você não quer um casamento, por mais que se sinta atraído pelo modelo é bom não apostar todas suas fichas nele para não vir a se arrepender depois.

Boa sorte e boa compra.

  • Erick Andresson

    Boa tarde, gostei das dicas do site, comecei a ler hoje, muito bom mesmo.

    Sobre o C4 Pallas, estou pensando em adquirir um 2008, porém por conta dos problemas que o cambio automático apresenta, estou receoso em pegar um automático, porém assim, de 2012 pra cá o cambio foi “arrumado” e não apresenta mais o mesmo problema, resta a dúvida, se eu pegar e der problema no cambio, eu mandando arrumar, ele vai ficar igual ao 2012, ou o cambio de 2012 é totalmente diferente, fazendo com que as peças colocadas no cambio 2008 continuem apresentando o problema?

    Não sei se fui muito claro, mas a pergunta também cabe aos amortecedores, dão problema, porém é possível colocar os amortecedores do 2012 no 2008? Eliminando assim o problema precoce dos amortecedores?

    E sim, meu e-mail tem o “.br” sim. kkk

    • Liniker

      O problema do cãmbio foi solucionado, trocaram a marca da eletrovalvulas, desde então é raro o cambio dar problema (para os que usam a marca nova) o reparo é barato, custa 189 reais cada eletrovalvula, são duas, o serviço total com eletrovalvula mao de obra e óleo fica na casa de mil reais.
      o meu hoje tem 173 mil e só apresentou defeito com 27 mil km (antigo dono) no qual trocou pela novas eletroválvulas, já andei mais de 50 mil com o carro e nunca me deu problemas.

  • Amigo tenho interesse de rendveer seus produtos na minha cidade, natal/rn. Aguardo uma tabela de ledautomotivo pois estou esperando seu contato como prometido. Poderia me passar seu email pessoal um algum contato como: facebook ou msn.