Cuidados para conservar seu veículo e deixá-lo sempre com jeito de carro novo

Tempo de leitura: menos de 1 minuto

Assim como nós precisamos nos alimentar bem, nos exercitar, fazer check-up médico, enfim nos cuidar para poder ter uma vida longa e saudável. Nossos amigos, os carros também necessitam de cuidados para ficarem bonitos e não quebrarem.

Eu tive um vizinho que cuidava muito bem do seu carro, ele evitava até de sair com ele em dias de chuva, o que eu acho exagero. Sim eu também gosto muito de carro, mas acho que ele existe para nos servir e não ao contrário. Acho muito legal cuidar, mas não a ponto de me molhar em dias de chuva para não sujar o meu carro.

Talvez depois que eu esteja aposentado, eu possa me dedicar mais aos meus carros, mas por enquanto faço o possível para mantê-los limpos e com a manutenção em dia.

como fazer para conservar seu carro

Manter um carro em ordem não é impossível, mas para que ele tenha uma vida longa e sem defeitos ele depende somente do seu cuidado.

Para começar é preciso lavar o seu carro pelo menos uma vez por semana, pois o exterior do seu veículo é o primeiro que sofre com os efeitos do tempo. Sujeira excessiva danifica a pintura. Normalmente as mulheres não se preocupam muito com a higiene externa do veículo, mas ela é importantíssima. Fico morrendo de dó quando vejo o carro novinho da minha irmã mais nova, pois sempre está sujo, acho que ele só é lavado com água da chuva, o que realmente é uma pena.

A lavagem deve ser feita apenas com água e sabão neutros, evite outros tipos de produtos como solventes e querosene, pois eles prejudicam a pintura. Após a lavagem do chassi e suspensão, não utilize nenhum tipo de óleo para “proteção”, como o de mamona normalmente usado em cidades litorâneas, pois o óleo danifica as borrachas. Também nunca seque o veículo ao sol, essa prática poderá manchar a pintura.

Encerar o carro uma vez por mês, ajuda a manter a pintura em bom estado.

Guardar seu carro em garagem coberta também colabora muito com a conservação. Sol, chuva e sereno contribuem para danificar a pintura do seu carro.

No interior do automóvel é necessário aspirar as forrações dos bancos e assoalhos, e nas partes plásticas a aplicação de silicone além de conservar, confere um aspecto de novo às peças.

Bancos revestidos em couro precisam ser hidratados, se forem sintéticos a cada 3 meses e se o couro for de origem animal a aplicação de produtos específicos deve ser feita de ano em ano.

Certa vez li numa revista especializada que caso você esteja sem condições de mandar fazer a higienização e hidratação do couro, você mesmo pode utilizar aquele hidrante da sua esposa, isso mesmo, esses hidratantes não são os indicados, mas hidratam. Normalmente carros mais velhos com bancos de forração em couro estão com um péssimo aspecto por não terem sido hidratados.

O modo de dirigir também interfere muito na conservação do seu carro

Se você evitar buracos e reduzir a velocidade em lombadas terá uma suspensão sadia por muito mais tempo. Molas e amortecedores irão lhe agradecer e a vida útil deles será mais longa. Zelar da suspensão é bom para a segurança e para o bolso, pois a manutenção em suspensão nunca é muito barata, ainda mais se o seu carro for importado, especialmente se a suspensão for mais sofisticada.

Além de cuidar da suspensão evitando utilizar seu carro como se ele fosse um jipe, o monobloco também sofrerá menos torção e consequentemente você terá um carro mais alinhado e seguro de dirigir.

Se você utiliza seu veículo regularmente em trechos de lama ou mora em cidades litorâneas deverá caprichar ainda mais na lavagem, essas duas condições fazem com que o carro enferruje mais facilmente.

Na cidade onde nasci no litoral do Paraná, é comum ver carros novos com problemas de ferrugem, além da maresia, a lama misturada com soja, milho e outros grãos que caem dos caminhões, se acumulam nas avenidas da região portuária e os carros que circulam por lá literalmente apodrecem rapidamente.

Mas não adianta apenas cuidar da aparência

A aparência certamente conta muito, mas não se podem deixar as manutenções preventivas de lado.

As trocas de óleo e filtros devem seguir as recomendações do fabricante, não acredite no que os frentistas dizem. Aliás, eu nunca deixo os atendentes de postos de gasolina verificar nada nos meus carros.

Melhor você mesmo fazer as verificações ou procurar auxilio de um profissional. A única coisa que eu peço para frentistas fazerem é completar o nível do reservatório de água da lavagem dos vidros e mesmo assim monitoro o trabalho.

Use apenas combustível de postos com bandeira conhecida, não arrisque abastecer onde os preços estão mais em conta, pois normalmente o combustível é de origem duvidosa e se ele for adulterado o motor do seu carro irá sofrer, e o barato pode sair caro.

Para manter o carro em dia revisar é preciso, portanto siga atentamente as recomendações indicadas no manual do proprietário do seu carro. Se você acha que a manutenção em concessionárias é cara, leve seu carro a um mecânico de confiança. É melhor fazer as manutenções preventivas do que ficar a pé, e às vezes a prevenção evita gastos maiores.

A falta de revisão poderá levar a um gasto mais elevado já que por falta de trocar um componente, por exemplo, outras peças podem ser comprometidas, e numa manutenção corretiva será necessário fazer um serviço maior e mais caro para resolver um defeito causado pela ausência de cuidado.

É necessário ficar atento à validade dos fluídos, pois elas vencem por tempo e não somente por quilometragem. Se você é daqueles que usa muito pouco o seu veículo, saiba que é importante substituir o óleo do motor, por exemplo, na data indicada, mesmo que o carro não tenha alcançado a quilometragem marcada para a próxima troca, só assim o fluído continuará lubricando de forma eficaz o motor do seu automóvel.

Lembrando que carros de garagem também devem rodar pelo menos 1h por semana, isso é importante para que o carro não estrague por falta de uso. Se o veículo for equipado com ar condicionado é importante ligar o sistema pelo menos uma vez na semana para circular o gás e o óleo, faça isso por pelo menos 10 minutos para garantir o não ressecamento das peças, também não se esqueça de substitui a cada 6 meses o filtro de cabine para evitar impurezas.

Conheço muitas pessoas que tem carros com muitos anos de uso, e nem por isso seus veículos estão mal conservados, isso se chama cuidado.

Se você quer seu carro com aparência de novo por muitos anos, cuidar dele é obrigatório.

Carros bem conservados são mais valorizados na hora da revenda, além disso, como chamam atenção por estarem bonitos são vendidos mais facilmente.

Boa sorte e boa compra.

  • Irlane

    Olá! Acabei de comprar meu primeiro carro. Antes usava o do meu pai e nao me preocupava com os cuidados, ja que ele fazia isso por mim. Adorei suas dicas e pretendo romper com esse estereótipo de mulher descuidada. Meu carrinho vai ficar sempre lindo!!!!!