Fiat Mille Economy – Economia de combustível e ótimo preço na hora da compra

Tempo de leitura: menos de 1 minuto

Você está buscando um carro usado confiável, econômico e barato? O Fiat Mille economy pode ser um dos veículos usados que melhor atendem esses requisitos.

Pesquisando num site especializado em vendas de carros usados, achei o Mille economy com 4 portas e ar condicionado com preços entre R$ 17 e 19 mil, valores bem acessíveis para um carro que apesar de ultrapassado é econômico, tem manutenção barata e apenas 4 anos de uso.

O Fiat Mille Economy sempre foi um automóvel que consome pouco, e na versão economy, a Fiat conseguiu deixá-lo ainda mais econômico.

Lançado em 1984 no Brasil, o Uno passou a ser chamado de Mille após ter apenas opção de motorização 1000. Não mudou muito com o passar dos anos, mas mesmo assim continua sendo um dos modelos mais vendidos do mercado de carros novos, e claro que os carros usados também ainda vendem muito bem.

fiat-uno-mille-economy-carro-usado-barato

A maior modificação que recebeu foi na mecânica, o motor foi aperfeiçoado e até o óleo utilizado foi substituído por um mais fino de baixo atrito. Também perdeu um pouco de potência, mas com isso ficou mais econômico, que é o que importa.

Nós já falamos sobre algumas opções de carros populares aqui no Dicas Carros Usados, veja abaixo:

No câmbio a novidade ficou por conta da 5ª marcha agora ser mais longa, e com isso conseguiu baixar significativamente o número de rotações do motor e em pisos planos, isso se traduz em mais economia de combustível.

Também foram trocados os pneus, que na versão economy são de baixa resistência, a Fiat também mexeu na geometria da suspensão dianteira deixando o carro mais solto.

Todas essas mudanças, aliadas ao baixo peso do carro (840 kg) o fazem andar tanto quanto na versão anterior que era mais potente, ponto para a Fiat.

E o motor do Fiat Mille Economy

O mais importante de tudo isso é que o carro realmente ficou mais econômico que o seu antecessor.

fiat-mille-economy-carro-usado-barato-motor

O motor Fire flex dianteiro, transversal de 4 cilindros em linha e exatas 999 cilindradas gera 66 cavalos quando abastecido com álcool e 65 utilizando gasolina. O propulsor impulsiona muito bem o carrinho, e faz com que dirigi-lo seja bem agradável. O economy responde rápido aos comandos do acelerador, fornecendo agilidade suficiente para enfrentar o trânsito das cidades, que é a sua praia.

Se você quiser colocá-lo na estrada, saiba que ele cumpre muito bem essa missão. Ele é o verdadeiro mil e uma utilidades, brincadeiras a parte, como ex dono de Mille, posso afirmar que ele é realmente bom na estrada, mesmo considerando que sua suspensão mais firme não seja um primor em conforto, você viaja bem com o Uno, ou melhor, com o Mille.

A parte interna

fiat-mille-economy_carro-usado-barato-painel

Internamente a maior diferença está no painel de instrumentos, pois a Fiat mudou o grafismo deixando-o mais atual e instalou um “econômetro” apelido utilizado em 1977 pela Chevrolet num medidor parecido no Opala, que captava o vácuo criado pelo carburador. A Volkswagen também teve um medidor assim na linha Santana e Quantum. Teoricamente, o instrumento indica a faixa de rotação ideal para as trocas de marcha levando a uma melhora no consumo.

A economia de combustível é com o Fiat Mille Economy

Para dirigir de uma maneira mais econômica, basta ficar de olho no indicador e não deixar que o ponteiro saia da faixa verde.

uno-Economy-carro-usado-barato-econometro

Os números de consumo são realmente muito bons, confiram abaixo:

Etanol

  • Cidade: 8,8 km/l
  • Estrada: 9,9 km/l

Gasolina

  • Cidade: 12,4 km/l
  • Estrada: 14,6 km/l

A velocidade máxima alcançada pelo Fiat é de 151 km/h.

As mudanças da linha 2009 são poucas, externamente em relação ao modelo anterior mudaram a grade do radiador, que recebeu detalhes cromados e as lanternas traseiras que agora são fumês, rodas e calotas também ganharam novos desenhos. Os pára-choques vêm pintados na cor da carroceria e finalmente um adesivo com a palavra economy colado na tampa traseira completa o pacote de novidades. Internamente além do econômetro e da cor do painel, a forração dos bancos recebeu novos tecidos.

O Mille manteve as características boas, como o espaço para 5 passageiros e a visibilidade, aliás particularmente acho que a enorme área envidraçada facilita muito as manobras, sempre achei que esse é uma das maiores qualidades do uninho.

O volume do porta-malas de 270 litros é bom, considerando o tamanho do carro, e se precisar de mais espaço é só rebater os o encosto do banco traseiro.

Como é um carro barato, o acabamento ruim não é uma surpresa, os materiais usados são de péssima qualidade e mesmo sendo um carro de entrada, acho que a Fiat poderia ter caprichado um pouco mais no acabamento para deixá-lo mais interessante.

E o que falar da segurança?

fiat-mille-economy-carro-usado-barato-otima-opcao

O Mille não vem com apoios de cabeça traseiros e os cintos laterais para os passageiros do banco de trás não são retráteis, o que o deixam com um péssimo visual (ficam enrolados sobre o assento), e isso dificulta o uso. Sim, o consumidor se desejasse poderia comprar como opcional os encostos de cabeça laterais, o central não, pois a Fiat não disponibiliza nem o encosto, nem o cinto de segurança central de três pontos. Sinta-se feliz se o carro que você encontrar tenha esses opcionais.

Air bag e abs? Pode esquecer.

Aliás, exatamente por não ter Abs e air bag que o velho guerreiro da Fiat sairá de cena até o final deste ano, por conta da nova lei brasileira que obriga todos os carros a partir do ano de 2014 saírem da linha de produção equipados com estes dois dispositivos de segurança.

A direção pesada poderia ser mais macia, mas isso só me incomoda em manobras com o carro parado, andando ela é bem macia mesmo não contando com assistência hidráulica.

O Mille é muito bom de curvas, e os freios sem abs são eficientes na medida do possível, e o câmbio tem bons engates (pelo menos, muito melhor do que os de versões anteriores) facilitando a vida dos motoristas que enfrentam horas no trânsito das grandes cidades.

Pontos positivos:

  • Agilidade no trânsito;

  • Consumo;

  • Visibilidade.

Pontos negativos

  • Direção pesada;

  • Acabamento;

  • Design.

Apesar de ultrapassado, o Mille ainda pode servir muito bem quem precisa de um carro urbano ágil e econômico, e que de quebra encara estradas numa boa.

Muito bem aceito no mercado de carros usados, o Mille é uma boa opção de compra se você não se importar com design e acabamento espartano.

Se encontrar um Mille usado em excelente estado compre sem medo, pois se as revisões estiverem em dia, provavelmente você não terá dores de cabeça tão cedo com o seu carro.

Boa sorte e boa compra!