Qual é a melhor compra? Ford Fiesta 1.0 novo ou Ford Fiesta 1.6 usado?

Tempo de leitura: menos de 1 minuto

Recebi alguns e-mails sobre este questionamento e resolvi escrever minha opinião. Conheço muito bem o comportamento dos dois carros, então posso esclarecer algumas dúvidas em relação ao consumo e desempenho dos dois.

Outras questões que recebi durante a semana:

  • O Ford Fiesta 1.0 2011 é bom?

  • Como é o consumo do Ford Fiesta 1.0 rocam ?

  • Consumo do Ford Fiesta 1.6 rocam ?

  • Qual opinião do dono do Ford Fiesta rocam 1.0?

Iniciarei pelo carro com motorização menor, citando os prós e contras da versão, respondendo também aos questionamentos que recebo por e-mail de amigos e leitores do Dicas Carros Usados. Em seguida abordarei os mesmos assuntos, mas tratando do Fiesta 1.6, e darei minha conclusão na visão do proprietário ao final do artigo.

E não deixe de ver mais dicas sobre carros populares que já foram publicadas aqui: 

Geralmente nos questionamos ao trocar de carro se é melhor um 1.0 zero km ou um carro usado com um melhor desempenho já que é possível comprar com o mesmo valor um carro de motorização mais potente.

Hoje contarei minhas experiências sobre dois carros da Ford, bem aceitos no mercado de usados que tem pontos fortes e fracos, fatos comuns à maioria dos carros.

Ford Fiesta 1.0

Com visual ainda agradável e sem modificações estéticas desde a linha 2011, o Fiesta agrada bastante e parece que vai continuar firme por mais algum tempo, pois vende bem e já possui versões 2014 que passaram a ser vendidas nas versões S e SE, substituindo as versões Base, Fly e Pulse.

O hatch 1.0, com ar-condicionado, direção hidráulica, travas e vidros elétricos, sai por R$29.990, somando mais R$1.000, o carro passa a incluir também airbag duplo e freios ABS, portanto com exatos R$30.990, você leva pra sua garagem um Fiesta 1.0 bem completo pois além dos equipamentos já citados, conta ainda com faróis de neblina, computador de bordo, retrovisores e régua do porta-malas na mesma cor da carroceria, tecido nas laterais das portas, detalhes internos na cor Titanium, console central traseiro, abertura elétrica do porta-malas interna e por controle remoto, alarme, entre outros equipamentos.

Painel ford  do fiesta 1.0

Painel completo, com leitura fácil e boa iluminação.

O motor rocam de 999 cm³ gera 69 cavalos de potência quando abastecido com gasolina e 73 cavalos utilizando-se do etanol, vai bem depois que embala, mas com o ar condicionado ligado a já raquítica arrancada se torna ainda mais lenta, e acaba tirando a paciência de qualquer um, e o pior de tudo é que demora pra embalar.

A velocidade máxima do popular da Ford é de 145 km/h.

O Fiesta 1.0 é um carro confortável no trânsito urbano e encara bem as rodovias, porém o fraco desempenho obriga o condutor pisar fundo no pedal do acelerador e também a esticar bem as marchas, só assim para ter um rendimento mais digno. Infelizmente essa maneira de conduzir acaba prejudicando muito o consumo e consequentemente o bolso. Na estrada é preciso atenção em ultrapassagens visto que as retomadas são bastante tímidas piorando ainda mais se o sistema de refrigeração estiver ativado.

No quesito consumo as marcas oficiais são de 8 km/l na cidade e 10,6 km/l na estrada usando álcool. O consumo melhora um pouco quando abastecido com gasolina chegando aos 10 km/l em perímetro urbano e 14 km/l cravados trafegando em rodovia.

Particularmente o meu carro fazia apenas 6 km/l de etanol na cidade antes dos 10 mil quilômetros rodados, que eu considero um consumo altíssimo para um veículo 1.0 de trocas manuais. O consumo só melhorou perto dos 20 mil quilômetros rodados, quando conseguiu alcançar a marca dos 7 km/l. Tudo bem, que quase sempre eu dirijo com o ar condicionado ligado e com o pé afundado no acelerador, mas mesmo assim, o consumo não corresponde ao que se espera de um veículo com 1000 cilindradas.

Nas subidas de serra, é preciso paciência e cuidado, principalmente se o carro estiver carregado e com o ar condicionado acionado, acho que essa foi a pior experiência que tive ao longo dos 32 mil quilômetros que rodei com o meu Fiesta 1.0 rocam. O carro se torna muito lento nessa condição obrigando você a trafegar numa velocidade bem reduzida, chegando ao máximo em torno dos 75 km/h, isso alternando entre 3ª e 4ª marcha e sempre com o pé direito pisando até o final do curso do pedal do acelerador.

Dirigi-lo na cidade é agradável, o volante tem boa empunhadura e a direção hidráulica é leve e proporciona conforto nas manobras. Com o ajuste de altura do banco do motorista encontra-se facilmente uma boa posição para a condução. A suspensão é bem acertada e ajuda enfrentar com tranquilidade nossas ruas e avenidas esburacadas.

O câmbio de cinco marchas tem engates suaves e precisos, e conta com uma manopla bem agradável ao toque.

O acabamento interno é apenas razoável, comum aos demais concorrentes de sua categoria, acomoda bem quatro ocupantes e seu porta-malas com capacidade para 305 litros são suficientes para atender aos solteiros ou no máximo a um casal sem filhos.

Na segurança, ficaram esquecidos o cinto e apoio de cabeça para o passageiro traseiro central, sinceramente acho que eles deveriam ser itens obrigatórios, assim como serão air bag e abs a partir do próximo ano.

002-fiesta-1.0-zero-km-melhor-opcao-compra-que-usado

A visibilidade geral é boa, porém, na hora de engatar à marcha a ré percebe-se como o reduzido tamanho da vigia traseira prejudica as manobras.

O carrinho é realmente muito bom, agrada bastante, mas o fraco motor decepciona.

Pontos fortes:

  • Posição de dirigir;

  • Conforto;

  • Preço.

Pontos fracos:

  • Desempenho;

  • Consumo;

  • Visão traseira.

Ford Fiesta 1.6

A carroceria e o acabamento são praticamente os mesmos, com apenas pequenos detalhes como pintura das maçanetas e desenho das calotas dependendo da versão. A diferença mais significativa em minha opinião é o emblema 1.6 preso na tampa do porta-malas, isso realmente destaca e mostra que o carro não é um simples 1.0. Porém se esteticamente os carros são praticamente iguais, quando se fala em desempenho, existe uma brutal diferença.

003-fiesta-ford-1.6-usado-opcao-sobre-carro-1.0-zero

O motor rocam de 1598 cm³ gera 105 cavalos de potência quando abastecido com gasolina e chega aos 111 cavalos utilizando o etanol, com boa arrancada e desempenho que não decepciona na estrada, o propulsor trabalha muito bem  em conjunto com o bom câmbio manual e entrega segurança nas subidas e ultrapassagens.

No consumo urbano com álcool ele chega a render 7,3 km/l e 10,2 km/l na estrada, já com gasolina o consumo andando na cidade é de 9,2 km/l e na estrada faz 13,2 km/l.

A velocidade máxima alcançada pelo Ford é de 170 km/h.

Pesquisando em sites especializados em venda de carros usados, encontrei várias boas opções do Fiesta 1.6 ano/modelo 2012 equipadas com air bag duplo e abs e dispondo de baixa quilometragem sendo vendido pelo mesmo valor pedido por um modelo 1.0 0 km com equipamentos equivalentes.

As deficiências como falta do cinto de três pontos e apoio de cabeça para o terceiro ocupante do banco traseiro, foram herdadas do modelo 1.0, a meu ver no modelo de entrada até podemos dar um desconto, mas na versão mais cara isso é imperdoável.

Procure por modelos equipados com computador de bordo, importante lembrar que o acabamento dos carros com este equipamento é mais caprichado, com detalhes na cor titanium, o melhor de tudo é que quase não há diferença de preço entre modelos mais básicos e quem ganha com isso é você.

004-ford-fiesta-1.0-qual-a-melhor-opcap

Lado a lado o meu 1.0 preto e o 1.6 prata da minha irmã, olhando nesse ângulo não há diferenças.

Pontos fortes:

  • Desempenho;

  • Posição de dirigir;

  • Conforto.

Pontos fracos:

  • Visão traseira;

  • Ausência do encosto de cabeça e cinto de três pontos para o terceiro ocupante do banco traseiro;

  • Barulho nos acabamentos plásticos (presentes também na versão 1.0)

No final das contas somente você leitor pode decidir qual deles melhor atende suas necessidades.

Mas se você faz questão do status de ser o primeiro dono e desfrutar de alguns passeios sem placas de identificação e do perfume exclusivo que só o carro novo pode lhe oferecer, então vá de Fiesta 1.0 0 km.

No entanto se você consegue abrir mão numa boa dos mimos oferecidos por um veículo 0 km, prefere um carro usado com bom desempenho, compre sem medo o modelo 2012, tenho certeza que será uma ótima aquisição.

Existem outras vantagens comprando o usado, além do desempenho, você pode economizar comprando um carro com o IPVA e licenciamento quitado, o motor já amaciado tem um melhor rendimento e consumo e comprando um carro usado você também não irá perder tanto com desvalorização, sendo que o valor do carro novo despenca logo ao deixar o showroom da concessionária, e o dinheiro que você investiu a mais optando por um modelo 0 km vira pó.

Minha sugestão é que você dirija os dois modelos antes de bater o martelo, isso fará toda a diferença na sua decisão.

Outro ponto legal a observar antes da compra é o consumo de combustível, se você notar a diferença é muito pequena, o que pontua a favor do modelo mais potente e usado.

Lembro que na mesma época, no finalzinho do ano de 2010, eu e minha Irmã tínhamos o mesmo carro, porém o meu era 1.0 e o dela 1.6. Sempre que eu dirigia o dela me sentia muito poderoso e mais confiante.  O difícil era voltar à realidade, e ao dirigir o meu pobre 1.0, a impressão era de estar numa carroça. É muito grande a diferença de comportamento entre eles, e o 1.6 é bem mais divertido e gostoso de guiar.

E quer saber?

Embora o meu carro nunca tenha me deixado na mão, me arrependi amargamente por ter optado pelo cheirinho de carro novo. Deveria na época ter comprado um modelo 1.6 usado. O fraco desempenho entregue pelo meu rocam de 1000 cilindradas não me deixou saudades.

Se precisar de mais espaço para bagagem pense num Ford Fiesta sedan 1.6 Flex que tem as mesmas qualidades do hatch com a vantagem de ter um bom porta-malas com volume de 487 litros.

Boa sorte e boa compra!

  • Pingback: ()

  • Jean

    É isso mesmo, tbm tenho um Rocam 1.0, e o que decepciona é o motor mto fraco e o consumo nada condizente com a cilindrada. Na estrada me obrigo abastecer com Etanol, para o desempenho ser “menos pior”, pois na gasolina é um teste de paciência que não desejo pra ninguém. Gostaria de trocar o meu 1.0 e pegar um com motor 1.6. Mas apesar desse grande detalhe em desfavor do carro, ele tem um excelente custo benefício. Porque 1.0 fraco, são todos, então pelo menos pegar um modelo com Ar, Direção, Vidros, Travas e outros acessórios básicos, mas que mtos outros nem isso tem. Pra que está acostumado com o motor 1.0 eu recomendo o carro, mas se for viajar bastante, pegue um com motor 1.6, que ae sim deve ficar bom. Boa matéria, achei imparcial e soube apontar as características sem desmerecer todo o carro.

    • ronaldopaulo

      Jean,

      Obrigado pelo comentário! O Fiesta 1.0 é um excelente carro, mas o desempenho… eu também usava etanol sempre, pois com o tanque abastecido com gasolina dava muita raiva. Acho ótimo a ideia de trocar por um modelo 1.6, certamente você ficará bem mais feliz e seguro quando cair a estrada.

      Abraço.

      • pedrodelfino

        Olá pessoal…

        Sem duvidas carro com motor 1.6 é muito bom …

        Na estrada é onde você consegue ver a diferença.

        Até …

  • Comprei o meu há 15 dias 1.0 zero km, e veio muito mais completo que qualquer outro 1.0 até mais caro. Desempenho e consumo são, realmente, pontos um tanto fracos no carro mas, a relação custo x benefício não tem orá ninguém, portanto, uma coisa compensa a outra.

  • ailton

    eu tenho 1.6 é muito bom

  • ailton

    no meu fiesta rocan se 1.6 . na cidade ele faz 11.7 por litro. na estrada de 90 a 100 quilometros por horas faz 17 até 17.5. mas se eu andar a 110 a 120. faz 15.5. a 120 direto 14.5. de 120 a 130. faz 14. só abasteço com gasolina aditivada shell . o carro é 2013 .2014 . esta com 38000 rodado. os pneu calibrado com 35 libras mando alinhar fazer cambagem troco filtro de ar do motor. filtro de olio. troco olio a cada dez mil , só coloco recomendado pela ford, eu moro na cidade de vilhena RO. eu abasteço e vou em ji parana e volto sem ter q abastecer na estrada tudo 700 quilometros chego entrando na reserva q da para rodar mais 80 k. isso eu fiz muitas vezes.

    • Roni

      Meu amigo, o que vc leva de peso para calibrar os pneus com 35 libras???

  • ailton

    é sedan

  • João Vitor

    Ronaldo boa noite, vi seu artigo e está muito bacana ! Parabéns !!
    Estou em busca do meu primeiro carro e é difícil achar aquele bom, bonito e barato rs.. Estou fazendo algumas pesquisas gostaria de tirar uma dúvida, vale a pena escolher entre um ford Fiesta 1.0 e um Peogeot 207 1.4? Estou na duvida qual melhor para pesquisar !!
    Um abrc

  • Lucas Cardoso

    Meu fiesta faz 10,5/11km/L na cidade com gasolina e na estrada em viagens mais longas e andando com mais de 100km/h ele faz 12/12,3km/L. Em mortos ele chega a deixar a pessoa sem paciência. Na versão 1.0, vejo ele mais como carro para cidade, embora seja muito confortável para viajar.

  • Joel gomes ferreira

    Galera meu Fiesta Rocam 2012 1.0 fiz uma regulagem nele tem pouco tempo
    indo de Uberlândia a belo horizonte em uma reta marcou no painel 180 com duas pessoas dentro o carro leve nada de peso
    abastecido com etanol achei depois da regulagem que ficou com o desempenho nada pra agradar mais não posso reclamar esses novos carros tem alguns modelos que não pegam beira em desempenho !

  • Paulo Martins

    Tenho um Fiesta Hath 1.6 (rocam) há tres anos. Sou vendedor e viajo bastante. No alcool , e em viagens ele é mais economico que um UNO MILLE que eu tinha . Estou 100% satisfeito , tanto que estou precisando de um carro adicional e estou pensando em adquirir um outro Fiesta Sedan.

  • César

    Excelente Review Ronaldo Paulo Mendes!
    O que você disse sobre o motor de 1.6L de comprova na prática. Tenho um prata do mesmo ano que o da sua irmã tem (ou tinha).
    Veio da linha Peugeot e quando fui trocar de carro pedi a opinião do meu mecânico e ele recomendou-me a comora de um Fiesta 1.6L, principalmente pela transmissão ser feita oor um sistema de corrente dw aço, não correia dentada como a grande maioria dos veículos.
    Quanto à visão traseira nas manobras em marcha a ré, o problema é facilmente contornado com a instalação de uma câmera de ré e/ou sensores de estacionamento.
    O consumo médio do meu carro entre cidade/estrada fica nis 13,7 km/L sempre com o ar condicionado ligado e as arrancadas em perímetro urbano são bem ariscas, ou seja, deixa um popular 1.0L para trás mesmo estando com o ar ligado.
    Enfim, gostei tanto do carro que a linha francesa não deixou saudades nenhuma.
    Meu próximo carro será um New Fiesta motor 1.6L 16V.
    Um abraço!

  • Tenho apenas uma semana com o carro Fiesta 1.6 CLASS , o motor me surpreendeu ( muito bom), boa economia
    boa suspensão, só de saber que não tenho que trocar correia dentada já fico mais tranquilo, tenho certeza que vou me dar muito bem com ele. Amarcha deveria ser mais curta, mas tudo bem.
    Carro anterior Punto 2013, 1.4

    • Roni

      Amigo, o Fiesta Rocam não tem correia dentada, tem corrente de aço, dura até uns 200 mil Km.

  • André Luiz Moraes Marques

    Eu tive um Fiesta Street Sedan 1.0 2002. Ele era todo completo, inclusive com airbag, uma boa estabilidade, gostoso de dirigir, um câmbio muito macio, espaço interno e porta-malas excelente. Quando peguei a estrada, foi uma decepção. O bichinho sofria nas retomadas e principalmente nas ultrapassagens, ainda mais se estivesse com todos os passageiros e com muita bagagem. Chegava a ser perigoso. Pelo menos, pra compensar, o consumo era uma beleza. Uma vez chegou, acreditem, a fazer 17km/litro.

  • Celio G.

    Por favor preciso de una informacao.comprei un fiesta 2013.2014 e o manual nao deixa claro seis componentes , como direcao hidráulica,abs, etc .Poderia por favor me ajudar .