Novo Honda City: Se você gosta do segmento de sedan compacto e está disposto a pagar valor de sedan médio num compacto, o Novo Honda City não deve ser deixado de fora da sua lista de opções. Está interessado em comprar um modelo topo de linha ano 2016?

Novo desenho deixou o novo honda city mais moderno

Então, continue lendo e saiba como se comporta o Novo Honda City EXL 2016.

No final do ano passado, dirigi um Novo Honda City EXL 2016 e as impressões foram boas.

Em relação ao seu estilo e design alguns amam outros nem tanto. Eu mesmo sinto saudades das linhas do modelo anterior. Fato é que o novo desenho deixou o City com linhas mais atuais.

GUIA RÁPIDO: Como Comprar Seu Carro

A Surpreendente Verdade Que Nunca Contaram a Você Sobre o Mercado de Carros

​Preencha seus dados para receber o LINK do guia em PDF.

Modelo antigo ainda é bonito

Temos um post aqui no blog sobre o Honda da versão anterior, para conferir clique aqui.

O desenho da linha 2016 é a mesmo desde a reestilização de 2014. O que mudaram de lá até 2016 foram as versões e equipamentos.

E, se você está procurando um sedan com bom espaço interno e amplo porta-malas, saiba que o City atende muito bem seus requisitos.

Apesar da versão EXL ser bem equipada ela perde alguns pontos quando comparamos ao seu principal concorrente: Ford New Fiesta Sedan.

Porém, a Honda parece não estar preocupada com esse fato. Felizmente para a Honda, independente do nível de equipamentos, a maioria dos consumidores optam pelo Novo Honda City, graças a fama que a marca Honda conquistou no Brasil.

Motorização

O Novo Honda City, vem equipado com o mesmo motor 1.5 já usado nas versões mais velhinhas com pequenas alterações e o câmbio utilizado é do tipo CVT.

Novo honda city com motor 1.5

Abrindo o cofre do motor, temos uma boa surpresa: A Honda aposentou o tanquinho de partida a frio no Novo Honda City.

Se você acha a versão EXL cara e sua preocupação é somente com a motorização, fique tranquilo. Pois, você poderá optar por qualquer outra. Sim, todas as versões utilizam a mesma mecânica. E, somente a versão de entrada (DX) pode ser encontrada com câmbio manual.

Leia também ...   Como dirigir carros automáticos?

Novo Honda City: Detalhes externos

Na traseira o Novo Honda City traz detalhe cromado entre as lanternas.

Novo honda City com detalhes cromados na traseira

As lanternas traseiras cresceram e invadem a lateral, deixando o carro com um visual mais moderno, bonito e equilibrado.

Fique atento: O Novo Honda City não dispõe de sensor de estacionamento. Porém, a versão ELX (top de linha) é equipada com câmera de ré.

A versão topo de linha do Novo Honda City ainda traz de série, maçanetas externas cromadas, e rodas de liga leve de 16 polegadas.

Na linha 2016 todas as versões passaram a contar com chave do tipo canivete.

Novo Honda City: Porta-malas

Assim como no modelo anterior, o novo, continua com ótimo espaço no bagageiro, são excelentes 536 litros de capacidade.

Novo Honda City: Porta malas com excelente espaço interno.

O vão da abertura do porta-malas foi ampliado, facilitando a hora de colocar as bagagens em seu interior.

Dirigindo

A posição de dirigir o novo Honda City é boa, eu já era fã da dirigibilidade da versão anterior, na atual a Honda superou minhas expectativas.

A direção elétrica progressiva proporciona segurança e conforto.

O volante tem boa pegada e conta com ajustes de altura e profundidade, o que garante ainda mais conforto.

Além disso, o banco do motorista também é equipado com ajuste manual de altura, fazendo com que seja difícil você não conseguir uma posição confortável para conduzir.

Desempenho do Novo Honda City

O motor 1.5 em conjunto com o câmbio CVT, leva o City muito bem tanto na cidade quanto na estrada.

O pequeno 1.5 desenvolve bons 115 cavalos de potência na gasolina e 116 no álcool, o torque é de 15,2 Kgfm (gasolina) e 15,3 Kgfm (etanol).

O desempenho entregue pelo motor está dentro do esperado, porém o torque máximo só é liberado com rotações muito altas, o que faz com que ele fique muito ruidoso em algumas condições de direção.

Câmbio CVT

O câmbio automático do tipo CVT é composto por duas polias com relações continuamente variáveis, são relações infinitas.

Leia também ...   Palio Dualogic - vale a pena optar pelo hatch automatizado da Fiat?

Câmbio do Novo Honda City

Na prática o câmbio CVT não tem trocas de marcha.

Mas, a Honda adotou no Novo Honda City EXL, um sistema que simula 7 velocidades e as trocas podem ser feitas através de borboletas situadas atrás do volante.

Para os que gostam de dirigir esportivamente, o câmbio CVT não é indicado, pois ele prioriza conforto e economia. Acho muito boa a proposta do câmbio CVT no Novo Honda City.

Existe também no Novo Honda City, a opção Sport, que é ativada na própria manopla de seleção de marcha.

Assim que acionada, já sentimos uma pequena mudança no comportamento do sedan.

O nível de ruído aumenta levemente e sentimos o pedal do acelerador mais nervoso, nada que empolgue verdadeiramente, mas é divertido.

Você sabe qual é a diferença entre câmbio automático e automatizado? Quer saber? Clique aqui.

Econômico?

O Novo Honda City conquistou nota A no Programa Brasileiro do Inmetro, que mede o consumo de combustível de todos os carros produzidos no Brasil.

Segundo o Inmetro, o consumo do Novo Honda City é o seguinte:

Etanol

Cidade: 8,5 km/l
Estrada: 10,3 km/l

Gasolina

Cidade: 12,3 km/l
Estrada: 14,5 km/l

Quer aprender como economizar combustível? Clique aqui.

Interior e equipamentos da versão top de linha

Na versão EXL o City obviamente é mais interessante do que as mais baratas, graças ao maior número de equipamentos.

O volante revestido em couro tem comandos de som e controle de cruzeiro, atrás dele você encontrará os comandos de viva voz para atendimento telefônico.

A iluminação do painel azul é bastante agradável.

O Novo Honda City agora está equipado com um moderno sistema multimídia com GPS e tela de 7 polegadas.

No acabamento do painel encontramos detalhes em black piano, o que lhe confere um ar de cuidado e requinte.

Os comandos dos vidros são elétricos para todos. Porém, só o vidro do motorista possui função automática.

Outro destaque exclusivo da versão EXL: é o ar-condicionado automático digital sensível ao toque.

Mas, como nem tudo é perfeito, ele não conta com o conforto entregue pelas duas zonas de temperatura.

Leia também ...   Sentra: modelo 2017 está mais moderno e na versão SL mais equipado

O painel inteiro é feito de plástico rígido, os encaixes são bons mas não tem nenhum tipo de acabamento soft touch.

Felizmente nos painéis de porta de plástico simples, encontramos detalhes em couro e as maçanetas internas assim como as externas são cromadas.

O tamanho do porta-luvas considero bom, mas o acabamento é bastante simples.

Existe um ótimo porta objetos central que se encontra logo abaixo do descansa braço.

Para encerrar com chave de ouro a parte de equipamentos, o Novo Honda City tem uma bela soleira em aço escovado com iluminação azul, que o deixa muito bonito a noite.

O Novo Honda City é espaçoso?

Ele cresceu por isso o espaço interno foi ampliado, o que garante certo conforto para todos os ocupantes.

Novo Honda City espaço interno

Se o espaço interno entregue pelo modelo anterior já não fazia feio, no Novo Honda City, ele ficou ainda melhor.

No banco traseiro dois adultos se acomodam bem. No centro do banco traseiro encontramos um descansa braço com porta-copos.

Achei a altura do teto na traseira ruim. Se um passageiro mais alto precisar de uma carona, certamente raspará a cabeça.

Segurança

Em segurança não faz feio, tem cintos e apoio de cabeça para todos os ocupantes do banco traseiro e dispõe de 6 airbags.

Mas, quando comparamos ao seu principal concorrente o Ford New Fiesta sedan, ele deixa a desejar, pois, faltam o airbag de joelhos e os controles de estabilidade e tração disponíveis concorrente.

Finalmente

Diante de tudo isso, se o City te cativou, resta apenas você encontrar um carro bem conservado e de preferência com todas as revisões feitas em concessionárias.

Novo Honda City bonito e confiável

Após, é só abastecer e cuidar da manutenção preventiva. Assim você  terá na sua garagem um carro confiável.

Com fama de inquebrável, desvaloriza pouco. Consome dentro da média e é muito confortável.

Ou seja, tem tudo para lhe proporcionar ótimos momentos no seu dia a dia.

Pense também: Chevrolet Cobalt

Boa sorte e boa compra.

Leia Também


Ronaldo Mendes
Ronaldo Mendes

“Ler sobre carros sempre foi minha paixão, eu sempre ajudei amigos e familiares a decidir a compra de um carro, agora estou conseguindo fazer isso com muito mais pessoas, é um grande prazer”.