Veloster: Quando iniciamos a procura por um novo carro, normalmente temos um modelo em especial que gostaríamos de comprar.

Por necessidade ou por gosto, sempre temos em mente um modelo específico.

Após definirmos isso, saímos em busca da concretização do nosso sonho.

Carros usados, vale a pena comprar?

Você já passou por isso?

GUIA RÁPIDO: Como Comprar Seu Carro

A Surpreendente Verdade Que Nunca Contaram a Você Sobre o Mercado de Carros

​Preencha seus dados para receber o LINK do guia em PDF.

É normal ficarmos em dúvidas e procurarmos diversos modelos diferentes, até encontrarmos aquele com qual nos identificamos totalmente.

Seja pela emoção ou pela razão, mais cedo ou mais tarde, você terá que ser firme na sua decisão e fechar o negócio, pois, normalmente com a correria do dia a dia não temos tempo a perder.

Vejo muitos dos nossos leitores: encantados por um modelo que as vezes não é o mais indicado para compra, seja pelo valor de manutenção ou revenda.

Mas, quando existe paixão, não importa se o carro é ou não bom de mercado.

E, também não julgo quem compra movido pela paixão. Afinal, como dizem por aí, nós brasileiros somos apaixonados por carros.

Precisando de um carro barato?

Adquirir um carro bom de mercado, é um ponto importante para quem está comprando já pensando em logo revender, ou para aqueles que pretendem não perder muito dinheiro futuramente.

Tenho recebido muitos pedidos de apaixonados pelo Hyundai Veloster, por isso, resolvi contar minhas opiniões sobre esse modelo que chegou prometendo muito e oferecendo pouco.

Veloster, visual ainda moderno

O forte do Veloster é, sem dúvida, o belo desenho da sua carroceria, o seu desenho ficou harmonioso e é quase impossível passar ao lado de um Veloster sem perceber sua presença.

Veloster: belas linhas

Apesar de ser uma mistura de modelos produzidos por outras marcas, seu estilo é muito bem acertado.

Mesmo após alguns anos da sua estréia por aqui, o modelo ainda chama a atenção por onde passa.

Leia também ...   Up Tsi: nele potência e economia caminham lado a lado

No jogo das linhas, os vários vincos do Veloster, se encontram num único ponto: personalidade forte. E, nesse aspecto, ele cumpre sua missão.

Na dianteira o destaque fica para a grande entrada de ar e o belo desenho dos faróis.

O parabrisa e a vigia traseira são unidas por um belo teto solar panorâmico.

Do meio da carroceria para trás, o desenho se afunila e lembra os traços de um avião.

As lanternas traseiras são discretas e o parachoque traseiro é avantajado.

Estabilidade do Veloster

Os vincos foram estrategicamente posicionados para criar um arrasto, por exemplo, o pequeno spoiler localizado acima dos vidros da tampa do porta-malas, o formato das lanternas e o desenho sobre a caixa de rodas traseiras.

Todos esses detalhes fazem com que o carro sofra uma resistência, deixando-o mais estável e grudado no chão.

As belas rodas de liga leve, são de 17’’.

Já que falamos em estabilidade, é preciso lembrar que quando dirigi em pisos irregulares, sua suspensão rígida acaba incomodando.

Seguro para carros, quer dicas?

Veloster, projeto inovador

A inovação é um dos traços mais marcantes do Veloster, um dos grandes diferenciais são as 3 portas. Sim, nele a porta para acesso ao banco traseiro está localizada apenas ao lado do carona.

Veloster com apenas 3 portas

Pelo lado do motorista, apenas o próprio tem acesso ao veículo.

As dimensões são de um modelo cupê compacto, 4,22 m mais exatamente.

Internamente

No interior, você se sentirá a bordo de um esportivo por conta da posição bem acertada para o piloto.

Apesar do jeito esportivo, ele é confortável para uso urbano ou rodoviário.

Veloster central multimida

A mescla de cores entre o prata e o preto, tem tudo a ver com a proposta do Veloster.

A tela da central multimídia tem 7 polegadas e nela você conta além do o gps, com o bluemax que te dá a informação de média horária informando os quilômetros percorridos.

Outro ponto forte é a visibilidade, pois, ele possui uma ampla área envidraçada, o grande teto solar que abre e fecha rapidamente entregam uma sensação de liberdade.

Leia também ...   Peugeot 208: vale a pena?

O Veloster, é bem equipado?

Os equipamentos são vários, em destaque ficam a câmera de ré, sensor de estacionamento, bluetooth, vários airbags, direção elétrica.

Dentre eles o principal é a chave presencial.

O que significa que se a chave estiver no interior do carro, basta colocar o câmbio em P, pisar no freio e apertar o botão para fazer o motor funcionar.

A simetria das janelas traseiras, conseguiram aumentar o tamanho para as portas, que foram projetadas para facilitar a entrada e a saída dos passageiros.

Desempenho

Apesar do visual, o barulho do motor não empolga.

Se o barulho não empolga, o que dizer do desempenho de um motor 1.6 16v que gera 128 cavalos?

Isso mesmo, nada de extraordinário. O desempenho é praticamente o mesmo que o de qualquer carro 1.6 sem proposta esportiva.

Logo no lançamento, o Veloster causou furor e a fila de espera pelo modelo era gigantesca.

Lembro das notícias da época, que diziam que mesmo antes dos carros desembarcarem por aqui, muitos deles, já estavam vendidos.

Mesmo conhecendo apenas por fotos, muitos consumidores pagaram o valor com ágio e esperavam ansiosamente pelo suposto esportivo coreano.

Parece brincadeira, mas muitos se apaixonaram pelo carro através de fotos e para ser um dos primeiros a possuir um Veloster, pagavam caro, pela até então exclusividade.

O maior problema enfrentado pelo Veloster, foi o fato de as propagandas anunciavam que o motor dele possuía 140 cavalos, quando na verdade eram apenas 128.

Realmente lá fora, o Veloster 1.6 desenvolvia 140 cavalos com o motor 1.6, mas, os que vieram para terras tupiniquins, infelizmente não.

Você sabe economizar combustível?

Dirigindo o Veloster

Apesar de tudo isso, o Veloster é gostoso de dirigir, só realmente não esbanja potência e está longe de ter um desempenho esportivo.

O câmbio automático de 6 marchas cumpre seu papel, mas, em subidas se mostrou preguiçoso, obrigando o motorista a pisar mais firme no pedal do acelerador, para que ele reduza as marchas.

Carros automáticos usados, podemos confiar?

Leia também ...   Novo Honda City EXL 2016: confiança, conforto e economia

Carro esportivo normalmente é feito para ser o segundo ou terceiro carro da sua garagem, entretanto, o Veloster como não é um autêntico esportivo, pode sim ser usado como seu carro do dia a dia.

Dois em um?

Do lado direito um hatch, do lado esquerdo um cupê, e por todos os ângulos um carro bonito, com visual ainda moderno e que surpreenderá negativamente pelo comportamento muito dócil, contrariando o visual.

Para um carro com apelo esportivo, o motor não empolgou e por isso não vendeu tanto quanto a Hyundai esperava, hoje em dia isso nem é tão levado em consideração.

Contudo, ainda que hoje em dia isso nem importe muito, ficou uma mancha na história do modelo no Brasil.

No mercado de usados sua reputação não é das melhores, visto que logo no seu lançamento o Veloster se envolveu em inúmeras polêmicas, envolvendo distorções entre o modelo anunciado em propagandas e o modelo efetivamente vendido.

Carros ruins de revenda? Conheça!

Veloster traseira

Isso, se refletiu como uma imagem ruim e hoje mesmo como modelo usado, ainda sofre com esse passado.

Carros desvalorizados? Sabe quais itens contribuem para isso?

Finalmente

Em resumo, o Veloster é um carro com linhas bonitas e estilo esportivo.

Ainda caro e não muito bom de mercado, atrai mesmo pelo seu visual.

Seu desenho invocado promete muito, mas o motor entrega pouco desempenho, o que pode ser decepcionante.

Na hora de revender, como a maioria dos carros importados, acaba sendo muito desvalorizado, porém, ainda não é aquele carro impossível de vender.

Mas, se o seu caso for paixão, vale a pena fazer um test drive antes de comprar.

Como descobrir se um carro foi batido?

E, se você encontrar um Veloster em ótimas condições, feche negócio.

Sabe como deixar seu carro sempre como novo?

Depois é só cuidar das manutenções e desfrutar do seu coreano esportivo, ou melhor dizendo: quase esportivo.

Venda de carros usados: como perder menos dinheiro?

Leia Também


Ronaldo Mendes
Ronaldo Mendes

“Ler sobre carros sempre foi minha paixão, eu sempre ajudei amigos e familiares a decidir a compra de um carro, agora estou conseguindo fazer isso com muito mais pessoas, é um grande prazer”.