Peugeot 308, é o assunto de hoje.

Dirigi a versão modelo 2014, que se manteve sem alterações no desenho.

Mas, olhando ele de fora, a primeira coisa que nos chama a atenção é o seu visual.

Peugeot 308: Desenho da carroceria chama a atenção

O Peugeot 308 chegou para substituir o já cansado 307 e no seu lançamento agradou muito pelas suas belas linhas.

GUIA RÁPIDO: Como Comprar Seu Carro

A Surpreendente Verdade Que Nunca Contaram a Você Sobre o Mercado de Carros

​Preencha seus dados para receber o LINK do guia em PDF.

Porém, o Peugeot 308 não agrada somente pelo seu estilo moderno até mesmo nos dias de hoje, ele também possui boa mecânica.

O destaque fica para a grande entrada de ar que é característica da marca, o enorme parabrisa e a traseira cortada típica dos modelos hatchs, tudo isso, confere ao Peugeot 308 um ar esportivo que cai no gosto do brasileiro.

Entretanto, o Peugeot 308 não agrada apenas pelo seu estilo moderno até mesmo para os dias de hoje, ele também possui boa mecânica.

Sim, e o modelo 2014 do Peugeot 308, trouxe uma importante mudança, que era muito aguardada pelos consumidores naquela época.

Peugeot 308: Vocês querem saber que mudança foi essa?

Se sim, digo que felizmente na versão 2014, o Peugeot 308 abandonou a velha transmissão automática de 4 marchas e passou a ser fabricado com caixa uma de 6 velocidades.

Antes tarde do que nunca não é mesmo?

Mas, será que o hatch francês melhorou?

Como mencionei no início, o Peugeot 308 recebeu uma transmissão automática de 6 marchas, essa mudança foi muito bem-vinda.

Finalmente no modelo 2014 do 308, a Peugeot começou a seguir a tendência atual, que se baseia no fato de que, quanto mais marchas uma transmissão possuir, melhor.

Particularmente, acho que o Peugeot 308, demorou muito para ganhar esse beneficio, que já não era novidade em 2014.

O intrigante é que o mesmo câmbio, já estava sendo usado em modelos da Peugeot e Citroen, e parece que o Peugeot 308, tinha sido esquecido pela marca.

Peugeot 308: visual marcante

Peugeot 308: Com caixa de 6 velocidades

O câmbio em questão não é excelente, mas, de longe posso dizer que ele é melhor que a ultrapassada caixa de 4 marchas, que a Peugeot insistia em usar no seu hatch.

Leia também ...   Palio Way: Visual aventureiro, porém, excelente para uso urbano.

Com engates suaves, o câmbio também possui modo Sport. Além disso, você poder escolher entre trocas automáticas ou sequências acionadas na alavanca.

Carros automáticos usados: Podemos confiar?

A primeira coisa que se nota no desempenho é que com o cambio de 6 velocidades, as acelerações e retomadas do Peugeot 308 melhoraram, o que garante ao condutor, ultrapassagens mais seguras.

Lembro que na época de seu lançamento, na aceleração de 0 a 100 km/h ele tinha melhorado quase 1 segundo, e na retomada de 80 até os 120 km/h a melhora foi de meio segundo.

Números que considero nada mal, para um carro que continua equipado com o mesmo propulsor.

Falando nele, a diferença de 8 cavalos e 2 kgfm de torque para mais quando abastecido com etanol, resulta em um desempenho melhor que o entregue quando o motor está usando gasolina.

Mas, justiça seja feita: ele também é muito agradável de guiar quando está com gasolina no tanque, o motor entrega boa potência e faz do Peugeot 308 um carro gostoso de dirigir.

Quer pagar menos no seguro total do seu carro, conheça dicas incríveis!

Consumo médio do Peugeot 308

Porém, duas coisas não me agradaram.

A primeira é o consumo médio do Peugeot 308:

Gasolina: 6,5 km/l

Álcool: 4,8 km/l

Concordam comigo que esse consumo é elevado?

Top dicas para economizar combustível, não deixe de ler!

Só como comparação, eu tive um Hyundai Azera 3.3 24V com 6 cilindros, que atingia um consumo médio de 6,5 km/l com gasolina.

Entendam que não estou querendo comparar carros de segmentos diferentes.

Só quis chamar a atenção para o alto consumo e mostrar que o Peugeot 308, consome como um V6 de 3.3 litros.

Isso foi uma surpresa desagradável, pois, imaginei que o Peugeot 308 com o câmbio de 6 velocidades, estaria bem mais econômico.

Você conhece o Prius? Confira aqui o consumo e mais detalhes!

A segunda decepção foi observar que o tanquinho para partida a frio, ainda está lá.

Leia também ...   Controle de Estabilidade: Você sabe para que serve?

Isso é coisa do passado mesmo para um carro 2014.

Para vocês terem uma ideia, a própria Peugeot, já havia aposentado tal equipamento, nos motores de 1600 cilindradas da mesma época.

Você gosta do 308, mas, prefere o 208. Será que vale a pena?

Peugeot 308: Estabilidade

Outro detalhe que recebeu modificações em relação ao modelo anterior, foi a suspensão.

No modelo 2014, foram colocadas novas buchas e articulações na traseira e novos apoios das molas junto a carroceria, tanto na dianteira como na traseira.

Assim, o Peugeot 308 filtra melhor as irregularidades do solo, aumentando o conforto e diminuindo os ruídos internos.

E o melhor, essas mudanças não prejudicaram a estabilidade.

Aliás, a estabilidade é típica dos carros franceses, contando com uma suspensão mais firme e pneus de perfil baixo, o Peugeot 308 faz curvas com tranquilidade, passando segurança à quem o dirige.

Vale lembrar que como um bom frances que é, o Peugeot 308 tem a dianteira muito baixa e isso faz com que ele raspe a dianteira facilmente em entradas e saídas de rampas.

No restante continua igual ao modelo anterior.

Interior do Peugeot 308

Peugeot 308: interior amplo apenas na dianteira

Por fora, as belas linhas esportivas agradam o consumidor brasileiro. Contudo, o acabamento interno também merece elogios, já que os materiais e arremates são bons.

O porta-malas do Peugeot 308 possui 430 litros, espaço que considero bom para um modelo hatchback.

Peugeot 308: bom espaço no porta-malas para um hatch

Com a ampla área envidraçada aliada ao teto panorâmico, a sensação de amplitude no interior é algo que merece ser mencionado, a impressão que temos é que estamos num carro grande.

Porém, essa impressão só exite nos bancos dianteiros, atrás, o espaço permite que apenas dois passageiros viajem com algum conforto, no meio do banco, só uma criança se acomoda bem.

Segurança

Pelo menos o Peugeot 308, oferece cinto de segurança de 3 pontos e apoio de cabeça, para todos os ocupantes do banco traseiro.

Freios com abs e airbags frontais, completam a segurança.

E, se você quiser contar com a segurança extra dos airbags laterais e controles de tração e estabilidade, procure pelo modelo top de linha.

Leia também ...   Corsa Classic: Sedã compacto com desempenho razoável e preço acessível no mercado de usados.

A boa notícia é que no mercado de usados, a diferença de preço entre as versões disponíveis, não é tão grande, e vale a pena o investimento.

Carros usados? Vale a pena comprar?

Finalmente

Se você quer um carro médio, bem equipado e com linhas ousadas, o Peugeot 308 não deixa de ser uma opção a ser considerada, recomendo que você vá até uma loja e faça um test-drive para tirar suas próprias conclusões.

Peugeot 308: belas linhas também na traseira

Vai financiar seu carro? Leia o nosso post com 9 dicas de ouro sobre financiamentos.

Mas convenhamos, um carro desse porte, devia ter aletas atrás do volante para as trocas sequenciais, GPS integrado e no mínimo, sensores de estacionamento em todas as versões.

O mercado de usados, lamentavelmente ainda não é muito amistoso como os carros franceses em geral.

Então, para fazer um bom negócio, é imprescindível que você compre um modelo muito bem conservado e pague menos que o valor de tabela.

Assim, numa futura revenda, você não verá todo o seu dinheiro ser jogado no lixo.

Claro, carro não é investimento, mas, o mercado brasileiro ainda deprecia fortemente os modelos franceses, por isso é importante pagar menos, para diminuir a possibilidade de perder muito dinheiro posteriormente.

Você sabe o que desvaloriza seu carro na hora da revenda? Conheça aqui 5 itens!

E a dica de sempre:

Se você não sente-se seguro para avaliar o carro, procure a ajuda de um amigo que entenda mais sobre carros ou melhor ainda, chame um profissional para lhe ajudar na escolha.

Você acha que carro de único dono é a melhor opção? Veja o que dissemos!

Outro detalhe: como qualquer carro usado, logo após a compra, se faz necessário revisá-lo.

Então, se o carro que você comprou não estiver com as revisões em dia, trate de levá-lo numa boa oficina de confiança e faça uma manutenção, seja ela preventiva ou corretiva.

Após, é só continuar cuidando das manutenções preventivas e curtir o seu carro sem maiores preocupações.

Conheça nossas dicas para manter ser carro sempre com cara de novo!

Leia Também


Ronaldo Mendes
Ronaldo Mendes

“Ler sobre carros sempre foi minha paixão, eu sempre ajudei amigos e familiares a decidir a compra de um carro, agora estou conseguindo fazer isso com muito mais pessoas, é um grande prazer”.