Novo Prisma: Na última sexta feira do ano de 2017, tive a oportunidade de dirigir o Novo Prisma 2017 LTZ 1.4 com câmbio manual de 6 marchas.

O artigo de hoje é sobre ele.

Novo Prisma: com visual renovado

Quer conhecer minhas impressões ao dirigir?

Então, vem comigo nas próximas linhas para conhecer em detalhes tudo sobre o Novo Prisma.

GUIA RÁPIDO: Como Comprar Seu Carro

A Surpreendente Verdade Que Nunca Contaram a Você Sobre o Mercado de Carros

​Preencha seus dados para receber o LINK do guia em PDF.

Carros usados valem a pena?

Assim como no Onix o Novo Prisma também utiliza um motor 1.4 SPE/4 com algumas melhorias que rendem até 106 cavalos de potência e 13,9 kgfm de torque máximo.

O motor do Novo Prisma recebeu algumas mudanças, entre elas pistões, bielas e anéis foram alterados.

O sistema de arrefecimento também recebeu alguns ajustes.

Assim também, toda a parte elétrica e o computador, que deixou o software 4 vezes mais rápido, ajudando na melhora do consumo de combustível.

Os freios também foram redimensionados.

E para diminuir o peso e melhorar a dirigibilidade, o Novo Prisma recebeu direção elétrica.

O Novo Prisma emagreceu, ficou 30 kg mais leve comparado a sua linha 2016.

A Chevrolet também instalou defletores aerodinâmicos na parte inferior do carro, tudo pensando num melhor consumo.

De acordo com a GM a relação de marchas não foi alterada, apenas foi incluída a sexta marcha, o que ajudou muito na economia de combustível.

Pensando num sedã mais barato? Veja o que dissemos sobre o Symbol!

Novo Prisma: Consumo

Na estrada com o carro vazio e velocidades entre 100 e 110 km/h com gasolina no tanque, comigo dirigindo, o Prisma alcançou boas médias, confira:

Gasolina

Leia também ...   Palio Way: Visual aventureiro, porém, excelente para uso urbano.

Cidade: 12km/l
Estrada: 16 km/l

Etanol

Cidade: 9 km/l
Estrada: 12 km/l

Quer um carro usado verdadeiramente econômico? Confira aqui o Consumo do Prius.

Novo Prisma: Desempenho

Dirigindo o Novo Prisma, você percebe que ele é muito mais solto comparado com o modelo anterior.

Ainda não dirigi o Novo Prisma com transmissão automática para ter noção da diferença após as melhorias, mas, o manual ficou bem mais divertido.

Carros usados automáticos: Podemos confiar?

Apesar de todas as melhorias que são sentidas quando dirigimos o carro, ao acionarmos o ar-condicionado, percebemos que o carro fica pesado.

Mesmo assim o Novo Prisma é um carro gostoso de dirigir.

A direção elétrica, facilita bastante as manobras e em altas velocidades, ela fica firme, trazendo segurança e conforto para o motorista.

O motor do Novo Prisma, tem torque presente entre 2500 e 5000 rpm, a partir de 5500 giros percebi que o motor fica bastante barulhento, talvez até ganhe mais um pouco de potência nessas condições.

Contudo, o ideal é trocar de marcha, para que o motor ganhe mais de fôlego.

O câmbio de 6 velocidades tem engates curtos, possibilitando uma condução mais esportiva.

Sim, como o curso é pequeno, você consegue fazer engates mais rápidos, o que é legal quando quiser dirigir esportivamente.

Percebi que o motor tem desempenho aceitável até mesmo em baixas rotações.

Então, você consegue trabalhar bem o conjunto e não é preciso trocar muitas marchas para mantê-lo esperto.

Na estrada e na cidade ele tem um desempenho correto.

Entretanto, na estrada em algumas situações, é necessário reduzir marcha principalmente em ultrapassagens e retomadas, mas, no geral o conjunto do Novo Prisma agrada.

Gosta do Prima, mas prefere o Cobalt 2017?

Leia também ...   Novo Ford Ka 2015, muito mais que um rostinho bonito.

Como é a estabilidade do Novo Prisma?

A suspensão também recebeu um upgrade, ela ficou mais rígida, você sente o carro mais firme na estrada, o que contribui para mais segurança e estabilidade.

No Novo Prisma a suspensão absorve bem as irregularidades do piso, o barulho dos amortecedores não são ouvidos no interior.

A Chevrolet fez um trabalho bastante interessante no quesito suspensão/ isolamento acústico.

O sedã ficou 10mm mais baixo, contribuindo para melhores consumo e estabilidade.

Em curvas dentro dos limites é um carro que não assusta, porém, é bom não abusar, pois, vale lembrar que a proposta dele não é esportiva.

Sua tendência em curvas é sair mais a frente do que a traseira.

Mas, é um carro muito confortável, a GM melhorou o isolamento acústico e carro realmente ficou mais silencioso.

Até os 120 km/h o barulho não incomoda, após isso ou com rotações mais altas, o ronco do motor invade a cabine sem pedir licença.

Design

No design o Novo Prisma como era de se esperar tem a mesma frente do Onix.

Na traseira, o desenho do porta-malas foi levemente alterado e agora tem um aerofólio moldado na tampa.

As lanternas ganharam novos desenhos.

O parachoque teve alterações na pintura em preto, agora a parte preta subiu até o local da placa.

Na lateral o destaque fica para as novas rodas de 15’’ dando ao Novo Prisma características mais esportivas.

Ele está longe de ser um mini Cruze, mas olhando a frente lembra sim seu irmão maior.

E a versão anterior do Cruze ainda vale a pena?

Na versão LTZ o Novo Prisma possui faróis em Led, porém, ainda não tem os importantes faróis de led diurnos.

E como é internamente o Novo Prisma?

Internamente ele segue praticamente sem mudanças.

Leia também ...   Ford Focus: seminovo com grandes qualidades e recheado de equipamentos

Novo Prisma: Interior segue sem novidades

Na versão LTZ, o Novo Prisma apenas ganhou detalhes cromados nas saídas de ar, e no painel de portas o revestimento em marrom.

Os bancos têm revestimento em tecido no centro e os acabamentos laterais são em couro sintético.

No painel de instrumentos, não há novidades.

É um painel digital, com função bússola, shift, computador de bordo e nada demais.

O volante apesar de vir do antigo modelo, é um volante gostoso de pegar e com comandos fáceis de manusear.

No Novo Prisma LTZ o sistema My Link 2 está presente com Apple Car Play e Android Auto.

Ainda há o sistema On star, que permite ajudar o motorista nas mais variadas situações do dia a dia.

Ar-condicionado manual, porém, a abertura do porta-malas interna é bastante interessante.

Assim como no Onix, o puxador interno das portas foi alterado, facilitando o fechamento e melhorando a ergonomia.

Falando em portas, o porta-malas de 500 litros surpreende, ainda mais se você levar em consideração as dimensões do carro.

Novo Prisma: amplo espaço para bagagens

Pense também: Nissan Versa

Finalmente

O Novo Prisma é um carro correto.

Novo Prisma: desempenho poderia ser melhor

Agrada bastante no uso do dia a dia e que até pode pegar a estrada de vez em quanto.

Seu ponto negativo é o desempenho, que não é péssimo, entretanto, poderia ser melhor.

Como sempre digo: não compre por impulso.

Faça um teste drive.

E, inspecione muito bem o seu usado antes de fechar negócio.

Talvez você goste: Corsa Classic

Leia Também


Ronaldo Mendes
Ronaldo Mendes

“Ler sobre carros sempre foi minha paixão, eu sempre ajudei amigos e familiares a decidir a compra de um carro, agora estou conseguindo fazer isso com muito mais pessoas, é um grande prazer”.